top of page

BLOG VITGOLD

  • Foto do escritorVitgold

Cálcio: busque ossos fortes para a corrida da vida!

Atualizado: 28 de nov. de 2023

O cálcio é uma substância essencial para a saúde do organismo. Não é de se estranhar que seu consumo comece logo após o nascimento através do leite materno, sendo muito recomendado até o final da vida, mas principalmente na infância e adolescência, durante os períodos de formação da estrutura óssea e dos dentes.


O esqueleto é seu o principal reservatório do corpo, pois junto com os dentes, contém 99% da quantidade total de cálcio, que é um dos responsáveis pela manutenção da concentração de cálcio no sangue.

O cálcio é adquirido principalmente pela alimentação e, depois de consumido, é absorvido pelo intestino e fixado no esqueleto. Está presente nos alimentos de origem animal, como sardinha, leite, queijo e iogurte. Também pode ser encontrado em alimentos de origem vegetal, como espinafre, feijão e tofu.


Porém, para uma melhor absorção, é muito importante que haja uma quantidade adequada de vitamina D também disponível. O cálcio que circula no sangue deve estar sempre em concentrações adequadas para participar das funções vitais ao organismo, quando a ingestão é insuficiente na dieta o cálcio é retirado dos estoques nos ossos deixando-os mais frágeis.


Geralmente esse processo começa no adulto e no idoso pelo avançar da idade sendo imprescindível compensar as perdas diárias desse mineral para prevenir os desgastes e doenças que prejudicam a qualidade de vida da população. A reserva de cálcio pode ser afetada por variáveis de estilo de vida, como exercício físico, exposição solar, qualidade da dieta, tabagismo, consumo de álcool, uso de certos medicamentos ou mesmo perfil hormonal.


Vamos conhecer mais sobre as funções do cálcio


Fortalecimento dos ossos

O cálcio é responsável por compor a estrutura dos ossos conferindo sua “dureza”, garantindo resistência a impactos e proteção aos tecidos moles do corpo. Ele regula a formação de massa óssea (quando o mineral vai do sangue para o osso) e reabsorção (quando o mineral é retirado do osso para o sangue) de acordo com a demanda do organismo.


De acordo com uma revisão recente publicada por Zhu e Price (2012), a ingestão de cálcio (principalmente via laticínios) afeta a retenção desse mineral no esqueleto durante o crescimento, afeta o pico massa óssea alcançada no início da idade adulta. Além disso, desempenha um papel fundamental na prevenção de perda óssea e fraturas com a idade.


A partir da meia-idade, a perda de massa óssea em ambos os sexos ocorre na proporção de 0,5% a 1% ao ano, sendo mais acentuada entre as mulheres na primeira década após a menopausa, atingindo valores de 2% a 3% ao ano (Nordin et al., 1998).

Então o período de formação dos ossos e a ingestão de cálcio desde a infância até a fase adulta, por volta dos 20 anos, é muito importante para a resposta as perdas ósseas por volta dos 50 anos de idade.


Cálcio na Menopausa

Entretanto existem fatores que interferem nas perdas ósseas como acontece com as mulheres que após a menopausa tem uma menor densidade do mineral e maior risco de fraturas devido as alterações hormonais que ocorrem nessa fase.


Mulheres na pós-menopausa sofrem uma diminuição dos níveis estrogênio que afeta diretamente o metabolismo ósseoe a composição do tecido ósseo.


Durante esse período, a microarquitetura do esqueleto passa por uma séria alteração levando a perda de massa óssea que, vinculada a redução da densidade mineral óssea, ocasionar o aumento progressivo e ininterrupto do risco de fraturas (Radominski et al., 2017).


Assim, é possível e importante prevenir esse desfecho tendo em vista que, a remodelação óssea necessária para a saúde do tecido ósseo sofre influência da presença da Vitamina D e da quantidade de cálcio sérico disponível (Oselame, et al., 2016; Ginani, et al., 2011).


Tais substâncias precisam estar presentes numa dieta balanceada para que o osso tenha uma boa nutrição e consiga se desenvolver (Agostini, et al., 2018). Prevenção à osteoporose em mulheres na pós-menopausa: uma revisão sistemática.


Função neuromuscular

A contração muscular depende da disponibilidade de íons cálcio e o relaxamento muscular depende da ausência desses íons. O fluxo de íons de cálcio é regulado por uma parte da célula muscular chamada retículo sarcoplasmático que atua nas trocas para completar rapidamente os períodos de contração muscular.


O cálcio é fundamental na contração muscular e no metabolismo energético e a prática de atividades físicas também ajuda a fixar o mineral nos ossos.


Coagulação sanguínea

A coagulação do sangue é um processo extremamente importante para a nossa saúde, pois evita a perda excessiva de sangue por hemorragias.


Quando ocorre qualquer tipo de lesão que gere extravasamento de sangue, logo a coagulação é ativada gerando alterações físicas e químicas no sangue envolvendo diversos fatores nos quais os íons de cálcio estão envolvidos e atuando como cofatores, permitindo o desenvolvimento das reações.


Funcionamento normal de várias enzimas

As enzimas são proteínas com uma estrutura química específica, as enzimas peroxidases podem estar ligadas a íons metálicos através dos grupos amino potencializando sua ação, permitindo maior atividade específica. Segundo Feltrin (2013), íons moduladores tais como potássio, sódio, magnésio, cálcio entre outros, foram capazes de aumentar a atividade enzimática.


Manutenção da Pressão Arterial

A hipertensão é um problema de saúde grave que aumenta o risco de doenças cardíacas e renais. Vários estudos mostraram que o aumento da ingestão de cálcio reduz a pressão arterial mesmo em indivíduos dentro da faixa normal de pressão arterial.


A ingestão adequada de cálcio garante a saúde das membranas (envoltórios) das células inibindo a passagem de excesso de cálcio para as paredes dos vasos o que reduz a vasoconstricção que causa enrijecimento e aumenta a pressão arterial. Ele atua ainda na regulação dos batimentos cardíacos e na transmissão de estímulos nervosos.


Os resultados encontrados indicam que a ingestão suficiente de cálcio pode ajudar a prevenir uma tratamento da hipertensão, mas é debatido se é cálcio sozinho ou em combinação com uma dieta "saudável" (rica em frutas e vegetais e pobre em sal) que reduz a pressão arterial. De qualquer forma, é consenso entre os nutricionistas e médicos que uma dieta rica em frutas e vegetais com quantidades suficientes de cálcio e sódio são benéficos para a saúde como um todo.


Manutenção do peso corporal

O possível efeito anti obesidade do cálcio foi observado acidentalmente no estudo de Zemel et al. (2000), que investigou o efeito anti-hipertensivo da adição de alimentos lácteos ricos em cálcio na dieta e observou uma redução significativa na gordura corporal e insulina circulantes, assim como diminuição do cálcio intracelular e efeito anti-hipertensivo.


Um dos possíveis mecanismos propostos para explicar o efeito do cálcio na perda de peso é que durante o processo digestivo, este mineral se ligue aos lipídios da dieta formando compostos insolúveis no intestino e é excretado pelas fezes.


Ainda, estudo sugere que durante o processo de emagrecimento, através de dieta restrita em calorias e adequada em cálcio (1000 mg/dia), os sentimentos subjetivos de fome ficam diminuídos e resultam em menor consumo de gordura e de calorias totais.


No Brasil, a relação entre cálcio e adiposidade também foi observada. Bueno et al. (2008), avaliando dados de 1.459 adultos do Estado de São Paulo, observaram relação inversa entre a ingestão de cálcio e o Índice de Massa Corporal. Santos et al. (2008) encontraram menor ingestão de cálcio em adolescentes obesos comparada à de adolescentes eutróficos (585 versus 692 mg, respectivamente), além da ingestão de cálcio ter sido inversamente associada à gordura abdominal, aos níveis de insulina e à resistência à insulina.


Consideração final

Nem sempre damos a importância necessária ao cálcio em nossa rotina de cuidados com o corpo mas, independentemente da idade, ainda dá tempo de garantir a firmeza que nossos ossos precisam e o equilíbrio nas diversas funções que o cálcio desempenha para nos acompanhar ao longo da vida.



Referências:


Contração Muscular - fisiologia - Músculos https://www.infoescola.com/fisiologia/contracao-muscular/


Coagulação. O processo de coagulação do sangue - Mundo Educação https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/coagulacao.htm


Funções Plenamente Reconhecidas de Nutrientes - Cálcio / ILSI Brasil (2014). https://ilsi.org/brasil/wp-content/uploads/sites/9/2016/05/Fasci%CC%81culo-1-Seg-Edic%CC%A7a%CC%83o-Ca%CC%81lcio.pdf


Efeito do modulador carbonato de cálcio na atividade da peroxidase. TUSNSKI,et. al. file:///C:/Users/kelrf/Downloads/artigo%20calcio%20del.pdf


97 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page