top of page

BLOG VITGOLD

  • Foto do escritorVitgold

Óleo de Krill: fonte de gorduras boas e astaxantina.

Você já ouviu falar sobre o Krill? Assim como os peixes ricos em ômega-3, o Krill é um pequeno crustáceo que vive em águas frias, tendo um papel importante na cadeia evolutiva das baleias por ser considerado um alimento rico para elas. No entanto, hoje em dia já se sabe que o krill pode ser uma fonte de nutrientes não apenas para o ecossistema marinho, mas também para o nosso corpo.


O Óleo de Krill é rico em ácidos graxos poli-insaturados de cadeia longa ômega-3 EPA e DHA e do antioxidante Astaxantina, que pode apresentar efeitos anti-inflamatórios (CALDERCALDER, 2020; CHANG & XIONG, 2020). Estruturalmente, o óleo de krill difere de outras fontes alimentares ricas em ácidos graxos ômega-3 pois contém uma quantidade maior de fosfolipídios em vez de triglicerídeos, que são a principal fonte de EPA e DHA encontrados no óleo de peixe (ULVEN ET AL, 2011). 


Os fosfolipídeos, constituem cerca de 40% do óleo de krill. Acredita-se que sua ligação com os ácidos graxos ômega-3 contribua para os benefícios à saúde uma vez que a ligação entre os dois, facilita muito a passagem desses nutrientes através da parede intestinal, aumentando sua biodisponibilidade de ômega-3 e ômega-6 no organismo. 


O Óleo de Krill também contém uma concentração mais alta de Astaxantina, um carotenoide natural da família das xantofilas que é considerado um tipo de antioxidante existente na natureza.


Ela é produzida por microrganismos marinhos e é responsável pela coloração laranja avermelhada do salmão, camarão, lagosta e krill, e já foi estudada como suplemento natural em inúmeras espécies in vitro e in vivo, incluindo humanos, demonstrando ser um auxiliar no combate na neutralização da neuroinflamação, no estresse oxidativo e no combate a problemas cognitivos relacionados à idade. Podemos citar também que o óleo de Krill é uma fonte notável de colina nutriente essencial no funcionamento das células do cérebro (JOHN M et al, 2020).  


Por ser hidrossolúvel, o óleo de krill apresenta melhor digestibilidade, minimizando o odor residual de peixe, sendo importante ressaltar que o krill não tem o risco de contaminação por mercúrio.

BENEFÍCIOS NA SAÚDE

Sobre os efeitos do Óleo de Krill, pode-se citar que existem possíveis benefícios para a saúde, principalmente nas doenças inflamatórias, uma vez que possui ômega 3 em sua composição.


Skarpanska-Stejnborn em 2010, avaliou a suplementação com óleo de krill em atletas adultos e concluiu que os compostos presentes no óleo podem encurtar o tempo de recuperação e diminuir os níveis de estresse oxidativo após exercícios intensos, além de atuar em alguns casos de inflamação nas articulações.


Outro estudo verificou que o óleo de krill demonstrou ser pontualmente eficaz no manejo dos sintomas emocionais da TPM, sensibilidade mamária, também na redução das taxas de LDL (Colesterol Ruim) e triglicerídeos, juntamente com o aumento do HDL (Colesterol Bom), fator que consequentemente está correlacionado com a melhoria da saúde cardiovascular, podendo apresentar benefícios cardíacos importantes, além de outras condições inflamatórias (Kwantes, 2015). 


Como acabamos de ver, o Óleo de Krill pode trazer benefícios complementares a outras fontes de ômega 3, por apresentar antioxidantes em sua composição, além de ser uma importante fonte desse nutriente essencial que o corpo não produz. 


Juntamente com uma alimentação balanceada e variada, a suplementação orientada por um profissional, pode oferecer maior proteção ao seu corpo.

Cuide bem dele, ele é o seu templo!


FONTES:

ULVEN SM, HOLVEN KB. Comparação da biodisponibilidade do óleo de krill versus óleo de peixe e efeito na saúde. Vasc Health Risk Manager . 2015;11:511-524https://doi.org/10.2147/VHRM.S85165

KWANTES, JM E GRUNDMANN, O. Uma breve revisão da história do óleo de Krill, da pesquisa e do mercado comercial. Jornal de Suplementos Dietéticos , (2015). 12 (1), 23–35. https://doi.org/10.3109/19390211.2014.902000

JOHN M. ANDRAKA, NAVEEN SHARMA, YANNICK MARCHALANT. Can krill oil be of use for counteracting neuroinflammatory processes induced by high fat diet and aging?, Neuroscience Research, Volume 157, 2020, Pages 1-14, ISSN 0168-0102, https://doi.org/10.1016/j.neures.2019.08.001. (https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0168010219303128)

SKARPANSKA-STEJNBORN A, PILACZYNSKA-SZCZE ´ SNIAK Ł, BASTA P, FORIASZ J, ARLET J. Effects of supplementation with Neptune Krill Oil (Euphasia Superba) on selected Redox Parameters and Pro-Inflammatory Markers in Athletes during exhaustive exercise. J Human Kinetics. 2010;25:49–57.


8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page